Sexta-feira, 11 de Setembro de 2009

Análise Azeda

Analisando superficialmente a relação entre Igreja e crente, cheguei à conclusão de que o crente só é rentável à igreja em muito poucas situações. Senão, vejamos:

Dá lucro quando é batizado; quando é casado e quando é sepultado.
Estas são as três regras básicas do negócio e para que isso aconteça, a ICAR dita as suas leis.
1ª - Não ao aborto = menos um batizado.
2ª - Sim ao casamento católico = mais uma receita isenta de imposto.
3ª - Não ao divórcio = desavenças fortes podem ter um final trágico com mortes = Lucro com o funeral.
Existe raciocínio mais lógico?
publicado por leituras azedas às 02:45
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Algumas páginas do Sermão...

. Padre Jardim Moreira em d...

. Os benefícios do novo Ser...

. O famigerado PL118

. Os piratas somos nós

. Carlos Esperança em entre...

. Até Deus é invocado na ho...

. AUREA - TV Special - 2. N...

. AUREA - TV Special - 3. T...

. Banda Véiétu da cidade de...

.arquivos

. Setembro 2013

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

.favorito

. Será que conseguirei faze...

blogs SAPO

.subscrever feeds